O Técnico de Segurança do Trabalho é muito importante para a Área do Trabalho. Se não fosse por ele, muitas empresas e empregadores teriam sérias dificuldades e problemas com os seus funcionários e negócios. Dessa forma, esse profissional precisa estar sempre antenado com as novidades de sua área.

Criar Treinamentos e Programas de Prevenção de Acidentes aos funcionários, orientar a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e elaborar inspeções e Planos de Prevenção que podem minimizar riscos ao meio ambiente é uma das tarefas que um Técnico de Segurança do Trabalho precisa oferecer as empresas e trabalhadores.

Como um Profissional do Século XXI, qualificado e consciente, ele precisa ser capaz de avaliar e de prevenir situações de perigo aos funcionários, evitando acidentes e melhorando a qualidade de vida deles. Entender e estudar normas técnicas, métodos de segurança, de saúde e de higienização, por exemplo, são imprescindíveis.

Um Técnico de Segurança do Trabalho deve inserir princípios ergonômicos na realização de seus trabalhos, mostrar os motivos pelos quais ele escolheu determinados equipamentos de segurança ao trabalhar, apresentar formas de proteger equipamentos ao armazená-los, transportá-los e utilizá-los e ter domínio das legislações e normas do campo.

Além disso, entender as pessoas, ou seja, os trabalhadores das empresas, para explicar a importância de se usar Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e de cuidar da própria segurança quando se estiver trabalhando, também é um atributo necessário. Ele precisa saber como:

  • Avaliar situações ambientais de trabalho nas empresas;
  • Checar procedimentos de rotina;
  • Analisar quais são as condições de uso de máquinas e de equipamentos;
  • Criar estudos estatísticos de doenças ocupacionais e de acidentes;
  • Fazer com que normas e regulamentos sejam cumpridos pelas empresas e funcionários;
  • Coordenar qualquer tipo de atividade ligada ao campo de segurança do trabalho;
  • Selecionar e cadastrar empresas que forneçam materiais de segurança;
  • Promover ações na área da educação para propor práticas de segurança do trabalho, do meio ambiente e da medicina do trabalho;
  • Delimitar áreas que ofereçam riscos de doenças perigosas;
  • Elaborar laudos de perícias;
  • Praticar políticas de saúde e de segurança e desempenhar auditorias;
  • Inspecionar instalações de empresas;
  • Fiscalizar quais são as condições de trabalho que os funcionários se inserem.

Atualmente, faltam profissionais que desenvolvam as tarefas de um Técnico de Segurança do Trabalho de forma competente. Mas instituições como o SESI, o SENAC e escolas particulares oferecem cursos de formação e de especialização na área.

Com essas dicas, você não estagnará na profissão e não se tornará um Técnico ultrapassado e com dificuldades de permanecer no mercado de trabalho. Você estará sempre um passo à frente deles. A qualidade do seu trabalho e o domínio de suas técnicas serão fatores muito importantes e pedidos por quem irá trabalhar com você.

Você tem mais alguma informação ou curiosidade sobre como é o Perfil de um Técnico de Segurança do Século XXI para contar para nós? Compartilhe conosco nos comentários!

Esperamos por você!

Até breve!

Equipe SOCCORRO
EPIs | Descartáveis | Uniformes Profissionais

cta_recompensa_blog_soccorro_compras